Camerata 

Cantareira

Orquestra de cordas da Faculdade Cantareira, a Camerata Cantareira se consagra como um dos grupos de câmara acadêmicos mais qualificados em técnica e expressividade artística no cenário musical paulistano. O projeto da Camerata envolve a execução do repertório consagrado da música de concerto, a divulgação da música brasileira e obras especialmente escritas para o grupo, estimulando a composição contemporânea para esta formação.

A Camerata se apresentou em vários espaços significativos na cidade de São Paulo, em encontros didáticos para platéia de mais de trezentas crianças, em concertos regulares em teatros e em parcerias mantidas com o Teatro do Mosteiro São Bento, Museu de Arte Sacra de São Paulo e Catavento Cultural. Durante os anos de 2013 e 2014, manteve parceria com o Centro da Cultura Judaica, realizando os concertos da Série ‘Caminhos da música clássica’ no primeiro domingo de cada mês, sempre com solistas de renome como convidados. Em novembro de 2013, sob regência do Maestro Andi Pereira, a Camerata promoveu a ‘Mostra de Música Brasileira’, fazendo a estreia mundial de obras de compositores que escreveram especialmente para o grupo, como Dimitri Cervo (1968) com o Concerto para Quarteto de Cordas e Orquestra de Cordas op. 46, tendo como solistas Elisa Fukuda e Cláudio Micheletti violinos, Tânia Campos viola e Ji Yon Shim violoncelo.

Em 2015 a orquestra estabeleceu parceria com a Pinacoteca do Estado de São Paulo, tendo realizado naquele ano sete concertos com solistas como Betina Stegmann violino, Alberto Kanji violoncelo e Marcelo Jaffé viola. Ainda em 2015, a orquestra de câmara fez a estreia da obra “Delírios licantrópicos de uma viola selvagem”, para viola caipira e orquestra de cordas do premiado compositor Matheus Bitondi, tendo como solista o violeiro Cesar Petená.

Em 2016, a Camerata renova sua parceria com a Pinacoteca do Estado e tem, em sua nova temporada, oito concertos no Auditório Alfredo Mesquita.

Sob a direção de Marcelo Jaffé, a Camerata Cantareira confirma que um grupo desta natureza não somente agrega diferenciais artísticos aos jovens músicos mas, sobretudo, cumpre seu objetivo em oferecer à comunidade um patrimônio cultural: a boa música!

OS MÚSICOS

Violinos 1
Elvio Iscuissati

Joab Souza

Heloísa Buzeto

 

Violinos 2
Mathews Alves

Felipe Tonon

Gabriela Antulini

 

Violas
Kaito Rodrigues dos Santos

Hagatha Kanzawa

 

Violoncelos
Giuliano Dal Medico
Matheus Lopes

 

Contrabaixo
Fernanda Pavanelli Garcia

___________________________

Marcelo Jaffé | diretor titular da Camerata Cantareira
 

Iniciou seus estudos com Alberto Jaffé, seu pai, prosseguindo-os na Universidade de Illinois, EUA. Obteve o 1º Prêmio nos Concursos Nacional de Música de Câmara da Universidade de Brasília, Jovens solistas da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, Jovens Concertistas Brasileiros / Sul América e Edward Krollik Award. Participou de vários cursos ministrados pela Pró Arte de Teresópolis, Escola de Música de Brasília, Bienais da USP e dos Festivais de Inverno de Campos do Jordão e Tanglewood Music Center entre outros. Marcelo Jaffé foi Diretor Artístico da Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo, é membro do Quarteto de Cordas Cidade de São Paulo, do Ensemble São Paulo e Professor do Departamento de Música da Universidade de São Paulo e do Curso Superior de Música da Faculdade Cantareira.

Programa

 

Wolfgang Amadeus Mozart  (1756 - 1791) - Divertimento em Ré maior, K. 136 

1. Allegro

   2. Andante

3. Presto
 

Heitor Villa-Lobos (1887 - 1859) - Prelúdio das Bachianas Brasileiras N. 4
 

Baden Powell (1937 - 2000),  Arr. Dimas Venâncio (1994 - ) - Samba em Prelúdio 
 

Arcangelo Corelli (1653 - 1713) - Concerto Grosso em Ré maior, Op. 6 N. 4

             1. Adagio - Alegro

2. Adagio

3. Vivace

            4. (Giga) Allegro 

Solistas

 Violinos: Elvio Iscuissati e Mathews Alves 

Violoncelo: Giuliano dal Medico

APOIO 

Edições 2019

31 de Março 
28 de Abril
23 de Junho
25 de Agosto
29de setembro